Declaração de criptomoedas no IRPF 2022


Se existe um valor superior a R$ 5 mil em ativos de criptomoedas, é preciso declarar esses valores no IR.

As Criptomoedas que já foram um total mistério para a maioria das pessoas e viraram um sucesso no mundo financeiro. Hoje já é um dos principais meios de investimento em todo mundo e o no Brasil não foi diferente! Como todo investimento, existe um risco e ele deve ser mensurado antes de um possível investimento. Porém, é inegável a força dessas negociações. E com todo esse sucesso veio a dúvida: Preciso declarar esses valores em meu Imposto de Renda?


Informações sobre como declarar

A resposta à pergunta anterior é sim na maioria dos casos. O critério principal é o valor investido. Se você colocou mais de R$ 5 mil em ativos de cripto precisa, sim, declarar esses valores no imposto de renda. O contribuinte deve, em sua declaração, especificar, além do valor, o tipo de criptomoeda que possui. O grupo será o oito. Também é necessário informar a corretora que você utiliza par realizar esses investimentos. Pode ser informado também uma carteira digital. E você terá que pagar imposto caso seus investimentos ultrapassem um limite de R$ 35 mil.


Para mais informações você poderá recorrer a sua corretora ou ao site da Receita Federal, https://www.gov.br/receitafederal/pt-br.


O Sucesso das Criptomoedas

O que até alguns anos era algo inimaginável, agora é total realidade! Imaginar uma moeda sem registro no banco central, sem ligação com nenhum governo e, portanto, totalmente livre era algo incrível demais! Mas isso agora é total realidade. O grande sucesso foi com a bitcoin que rapidamente teve uma super valorização.


Criada por Satoshi Nakamoto no final dos anos 2000 ela se apresentou como uma grande revolução no mercado financeiro e isso se concretizou. O mundo conheceu uma moeda totalmente digital e que somente existia virtualmente, porém com alta lucratividade. Com o crescimento da bitcoin surgiram várias outras criptos e hoje temos mais de 3.000 moedas diferentes.

As criptomoedas mais lucrativas do mercado

Nessa gama de moedas, como em todo investimento, existem as que se valorizaram muito nos últimos meses. E o Bitcoin continua liderando esse ranking com folga! Hoje a moeda está valendo por volta de R$ 207 mil. Porém, ela não reina sozinha, existem outras moedas como a Ethereum. Ela é a segunda mais comercializada no mundo e a que mais cresce proporcionalmente no mercado de criptos. Vale mencionar também a Dogecoin, a Ripple e a Binance.

Mas existem também grandes promessas para o decorrer do ano de 2022, que são Cardano, Tether, Solana que prometem também grande lucratividade.

O risco do Negócio

Diante do exposto parece o negócio perfeito! Mas não é bem assim. Os criptos ativos funcionam, nesse sentido, como uma ação de mercado aberto. Elas podem valorizar muito, assim como desvalorizar assustadoramente de um dia para o outro. Um exemplo é o próprio bitcoin que sofreu uma grande desvalorização nos últimos meses. E outras criptos também passam pela mesma situação. É justamente aí que mora o grande risco dessas operações financeiras.

Existem estudos que indicam que o bitcoin sofrerá uma desvalorização de aproximadamente 22%. Por todos esses fatores é recomendável que, caso você queira investir um valor alto neste processo, procure uma corretora com experiência de mercado para que se tenha as orientações necessárias e assim estar ciente de todos os riscos da operação. Pode operar também através de carteiras digitais, porém neste caso você não contará com a ajuda de profissionais habilitados.

É importante analisar nesses casos o seu perfil de investidor para saber se este é o caminho mais assertivo. Existem inúmeras alternativas para investimento de renda passiva e pode ser que o seu passe longe das criptomoedas. Procure um profissional e tome a decisão correta.

Por Cíntia Silva



Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.