Malha Fina do Imposto de Renda 2021 – Como Pesquisar Quem Caiu



Saiba aqui como fazer para consultar quem caiu na Malha Fina do Imposto de Renda 2021.

O momento tão temido do ano acabou por chegar para a maioria dos brasileiros: a declaração do imposto de renda. Independentemente da situação de pandemia, a cobrança do IR 2021 será feita, e você pode conferir aqui como saber se está tudo bem ou se deu algum probleminha no meio do caminho. Acompanhe!

Após a entrega da declaração do IR 2021, é preciso encarar o processamento da declaração realizada. Sendo assim, não basta somente declarar, mas aguardar a busca da Receita Federal por erros e algumas inconsistências nas informações.



Quem sai prejudicado diante da inconsistência na declaração do IR 2021 é você

Caso existam irregularidades na sua declaração do IR, a Receita Federal não só as identificará como também poderá complicar o recebimento da restituição. Outra possibilidade, caso sejam detectadas tais irregularidades pode ser a de que você tenha que pagar mais impostos em outro momento.

A restituição, por sua vez, será feita em 5 lotes, partindo do mês de maio, nas seguintes datas:



  1. 31/05;

  2. 30/06;

  3. 30/07;

  4. 31/08;

  5. 30/09.

Ainda assim, não é possível saber com exatidão a data na qual a restituição do imposto de renda será paga para cada indivíduo. A sugestão, é que caso você possa receber o valor, verifique no site da Receita Federal, um dia antes se o seu CPF será beneficiado na data correspondente.

Sendo assim, quem enfrentou irregularidades, detectadas pela Receita, poderá receber nas datas dos últimos lotes. É o processo identificado como “malha fina”, onde só é possível receber o valor após a correção destes erros.

Leia também:  Como Corrigir a Declaração do Imposto de Renda 2017

A notícia boa é que a maior parte destes problemas são simples de serem resolvidos. Você ainda pode conferir a situação da sua declaração neste site.

Consultando a situação de declaração IR e corrigindo falhas

Ao acessar o link que mencionamos, não se esqueça de ter em mãos os recibos de declarações anteriores. Você precisará informar estes números no campo do próprio site. Lembre-se que este processo só é necessário no primeiro acesso à plataforma.

Basta indicar os 10 primeiros números do recibo, e acompanhar sua situação. O processo também pode ser feito pelo e-CAC, se você preferir utilizar o cadastro de sistema unificado de sites do governo federal (o famoso gov.br).

Ao acessar a plataforma, você pode seguir os seguintes passos para averiguar a situação da sua declaração de IR 2021:

  1. selecionar a opção “Meu imposto de renda”, que pode ser encontrada na parte esquerda da tela, no alto;

  2. selecionar a opção “Extrato de processamento”, que será visível no menu “processamento”. Depois basta selecionar o ano atual, 2021;

  3. o sistema irá mostrar alguma das opções de condição do seu IR.

Estas opções mostradas se referem à condição na qual sua declaração se encontra, podendo ser: “processamento”, “processada”, “fila para restituição” ou, na pior das hipóteses, “com pendências”.

Caso a informação seja de que a declaração está com pendência, você precisará resolvê-las quanto antes. Caso contrário, sua restituição pode ser ainda mais atrasada, e acabar caindo em malha fina.

Nos demais casos, como a informação “processada” ou “fila para restituição”, a notícia é que você não apresenta irregularidades. Sendo assim, já poderá receber a restituição do imposto de renda mesmo nos primeiros lotes.

Leia também:  Restituição do IRPF 2013 - Pagamento do 6º lote

Se a imagem indicar “processamento”, é importante que você acesse novamente o site, preferencialmente no dia seguinte. Assim, você verá a atualização e poderá corrigir problemas, se for o caso do status mudar para “com pendências”.

Evite deixar para última hora! Caso você não tome nenhuma atitude e espere que a receita te notifique, a declaração em malha fina poderá gerar multa. Por sua vez, esta cobrança pode diminuir sua restituição de IR 2021, até você precisar arcar com impostos ainda maiores. Não deixe a situação irregular!

O que achou? Esta cobrança é justa? Já checou como a sua declaração de IR está? Comente para nós!

Camila Sousa de Lacerda

Próximo Post

Não há mais posts

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *