Como Entregar a Declaração do Imposto de Renda – Passo a Passo


  

Saiba aqui como fazer a entrega da sua declaração do imposto de renda.

O IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) é um imposto federal, pago anualmente pelo trabalhador possui rendimento igual ou acima do estabelecido pela Receita Federal. Para o ano de 2018, o prazo para entrega da declaração se encerra no dia 30 de abril e ainda não foram entregues 50% das declarações previstas.

Negligenciar a declaração do Imposto de Renda pode causar sérios problemas para uma pessoa física e é por isso que organizamos um tutorial que te ajuda a saber como entregar a declaração corretamente. Acompanhe o post a seguir!

Passo 1: Organize-se para declarar Imposto de Renda

  • Primeiramente, saiba se você deve declarar Imposto de Renda. Não estão isentos da declaração todos aqueles que possuíram rendimento tributável acima de R$ 28.559,70, rendimento não-tributável a partir de R$ 40.000,00, bens e direitos a partir do valor de R$ 300.000,00 ou R$ 142.798,50 de lucro em serviços rurais;

  • Após isso, organize os documentos necessários para a declaração, que são: CPFs do declarante e seus dependentes, CPF ou CNPJ dos pagadores dos serviços do contribuinte, comprovante de gastos dedutíveis (saúde, previdência, educação etc), comprovante anual de rendimentos, o número do recibo da declaração anterior e demais documentos comprobatórios de renda; e

  • Para facilitar, é possível baixar o aplicativo do IRPF na página da Receita Federal. Ele está disponível para iOS, Android e programa para computador.

Passo 2: Faça sua declaração do Imposto de Renda

  • Após ter feito download do aplicativo, inicie sua declaração com seu CPF e seus dados pessoais;

  • Em seguida, insira os dados das pessoas que também dependem da sua renda. (Exemplo: cônjuge, menores de 21 anos, pais, universitários menores de 24 anos, entre outros). O desconto é no valor de, no mínimo, R$ 2.275,08, para cada dependente; e

  • Agora, basta registrar, de forma transparente, todos os recibos e comprovantes de rendimento, os pagamentos do IRPF já realizados, além dos bens e direitos. Tenha muita atenção nesta parte, para que não se depare com eventuais problemas no futuro.

Passo 3: Entregue a sua declaração do Imposto de Renda




  • Antes de entregar a declaração, entre na aba chamada “pendências” e confira se há alguma sinalização com triângulo vermelho ou amarelo. Caso haja, é necessário realizar correção. Os sinalizados por triângulo amarelo já podem ser entregues, porém, o ideal é que não tenha nenhum tipo de sinalização;

  • Após isso, selecione se o tipo de declaração que você está realizando é por Desconto Simplificado ou por Deduções Legais. Não se esqueça de verificar os valores e escolher a opção de maior benefício, ou no valor de pagamento ou no valor de restituição; e

  • Neste ano não será mais necessário usar o Receitanet para realizar a entrega da declaração. Portanto, após seguir os passos anteriores, já é possível entregar a declaração indo até “entregar a declaração”.

Considerações

  • No caso de a declaração constar que há impostos a pagar, os boletos podem ser impressos por meio do aplicativo do IRPF e pode ser realizado o parcelamento em até oito vezes (entretanto, haverá a cobrança da Taxa Selic e de 1% ao mês);

  • Caso seja constatado algum valor a receber como restituição, é necessário apenas informar o número da conta para depósito;

  • A Darf e outros documentos, como Planos de Saúde, Informes de Rendimentos e até mesmo a Declaração do Imposto de Renda, podem ser impressos a partir do aplicativo.

Em caso de dúvidas, não hesite em procurar o auxílio de um profissional de Contabilidade, de sua confiança. Também é possível tirar suas dúvidas entrando em contato com a Receita Federal.


Aurenivia Alves Pereira

Postar Comentário