Como Declarar Carro no Imposto de Renda 2018


  

Veja aqui como declarar veículos em sua declaração do Imposto de Renda 2018.

Recentemente, a Receita Federal fez uma alteração na ficha de declaração em que o cidadão contribuinte precisa notificar ao órgão informações a respeito de compra, venda ou posse de veículos. Ao que parece, a partir de agora, será incluído à ficha um campo para se preencher informações do Renavam, que basicamente é o número com o qual o veículo é registrado no Detran.

De acordo com Richard Domingos, o atual diretor executivo da empresa Confirp Consultoria Contábil, nas declarações realizadas ainda neste ano, os dados do Renavam não devem ser consideradas obrigatórios por enquanto. No entanto, acredita-se que a partir do ano de 2019 essa informação passe a ser exigida dos cidadãos. Ele explica ainda a importância de incluir o Renavam na ficha: facilita o trabalho da Receita quando houver a necessidade de relacionar as informações que foram declaradas pelo contribuinte junto aos bancos de dados.

Desse modo, para informar a posse de veículos motorizados como moto, automóvel, entre outros, basta apenas utilizar o código 21 pertencente à ficha de ''Bens e Direitos''. Após essa primeira etapa, o próximo passo é informar o número do Renavam que está impresso no documento veicular. Sendo assim, o terceiro passo é preencher o campo da ''Discriminação'' com dados como placa, fabricação, ano, modelo e marca.

Dessa maneira, se o cidadão comprou o veículo à vista antes do ano de 2017 ou caso o financiamento tenha sido quitado antes, basta repetir o mesmo valor que foi atribuído no IR 2017. Para isso, basta apenas procurar os campos ''Situação em 2016'' ou ''Situação em 2017''.

Caso o veículo tenha sido adquirido no ano passado, isto é, em 2017, é preciso ir em ''Discriminação',' onde haverá um campo em que deve ser preenchidas informações pertinentes do veículo, como o custo total da compra, CNPJ, CPF, o nome da loja concessionária em que foi comprado ou o nome do proprietário que veio antes. A partir disso, no campo onde está escrito ''Situação em 2016'', basta apenas atribuir valor zero. Já no outro campo ''Situação em 2017'' é necessário informar o valor em que o veículo foi comprado à vista.

Por outro lado, se a compra foi realizada de modo financiado é necessário que o contribuinte faça a soma do valor de entrada e com as parcelas que já foram pagas, colocando as informação em ''Situação em 2017'' . Além disso, no campo ''Discriminação'' é necessário dar detalhes do financiamento, isto é, o valor que foi dado na entrada, o nome do banco que realizou e permitiu o financiamento e o número de parcelas que foram realizadas.




O diretor executivo da Confirp informa ainda que aqueles que escolheram pelo financiamento não precisam preencher nenhum dado do campo ''Dívidas e Ônus Reais''. Essas informações devem constar em outra área, isto é, em ''Bens e Direitos''.

Além disso, quem efetuou a venda de veículos em 2017 também precisa informar os dados sobre a venda em ''Discriminação''. Dessa forma, deve ser coletadas as informações pessoais do comprador como CNPJ, CPF, o valor sobre o qual ocorreu a venda, assim como a data. Com isso, na parte atribuída ao ano de 2017 é necessário apenas colocar zero. Já no local destinado aos dados de 2016, basta somente repetir o valor que foi declarado no IR 2017.

Para quem não sabe, o imposto de renda corresponde ao valor anual que é descontado pelo Governo Federal do rendimento de determinada empresa ou até mesmo do trabalhador.

Os trabalhadores são obrigados a declarar o imposto de renda quando ganham um salário superior ao daquele estipulado pelo governo.


Ana Paula Oliveira Coimbra

Uma resposta para "Como Declarar Carro no Imposto de Renda 2018"

  1. Olá Ana Paula, este ano será a primeira vez que faço a declaração do imposto de renda. Tenho um veiculo adquirido no ano de 2016 e o mesmo foi quitado no mesmo ano. Devo declarar o valor da compra na situação em 31/12/2016 e repetir o valor na situação em 31/12/2017?

Postar Comentário