Imposto de Renda 2017 Modelo Completo – Dicas para Declaração

Confira aqui algumas dicas para o modelo completo da Declaração do Imposto de Renda 2017.

Utilizar-se do modelo completo para declarar o Imposto de Renda, sempre compensa. Em alguns casos, pode acarretar em um valor mais alto de restituição ou ainda no pagamento menor no valor de impostos. Entretanto, para que essa compensação seja efetiva, o contribuinte precisa possuir todos os recibos de despesas que possam ser abatidas, cuja soma resulte em um número maior que 20% do rendimento anual, que possui limite de R$16.754,34, valor igual ao do ano passado.

O Imposto de Renda 2017, segundo seu programa, permite que seja feita a comparação ao término do preenchimento, permitindo também a escolha do melhor método, enquanto o modelo completo continua sendo o mais adequado para quem tem gastos significativos com assuntos médicos e educacionais.

É preciso ter em mente que as despesas titulares e as de dependentes com instrução podem ser deduzidas: Previdência, saúde, alimentícia e empregado doméstico. Todos os valores que forem declarados, precisam acompanhar os respectivos recibos para comprovar os pagamentos, já que a Receita Federal pode querer conferir os comprovantes do contribuinte.

Richard Domingos, diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, em entrevista ao G1, deu algumas dicas acerca de quem pode ser declarado dependente, além de uma lista de gastos dedutíveis. Confira abaixo.

Gastos dedutíveis:

  • Contribuição feita para a Previdência Social da União, Municípios, DF e Estados;
  • Despesas referentes a hospitalização ou pagamentos feitos a qualquer especialista médico;
  • Previdência Privada (com 12% de limite total dos rendimentos anuais tributários);
  • Pagamentos definidos por juiz ou pensão alimentícia (valor anual de R$2.275,08 por dependente);
  • Planos de assistência médica, bem como odontológicas e/ou seguro saúde;
  • Pagamento referentes a educação do contribuinte ou de seus dependentes (limite individual anual de R$3.561,50);
  • Pagamentos referentes a aparelhos ortopédicos (próteses, andadores, cadeiras de rodas, calçados e palmilhas, etc);
  • Soma de parcelas isentas e vigentes referentes a pensão, aposentadoria, reforma ou transferência para a reserva remunerada, janeiro até dezembro de 2015, no valor de R$1.903,90, no ano calendário 2016, de pagamentos realizados à previdência oficial ou privada, desde o mês em que o contribuinte faça 65 anos, até R$24.751,74.

Carolina B.

Compartilhe

Posts Recentes

Restituição do Imposto de Renda 2023 – 3º Lote

Restituição começa a ser paga neste 31 de julho. Recentemente, a Receita Federal do Brasil… Leia Mais

Confira as Novas Regras para o Imposto de Renda 2023

As novas regras para o Imposto de Renda 2023 foram anunciadas pela Receita Federal e… Leia Mais

Imposto de Renda 2023 – Tabela, Faixas, Alíquotas, Como Calcular

A Receita Federal divulgou recentemente detalhes sobre a Declaração do Imposto de Renda 2023 (IRPF… Leia Mais

As diferenças entre IRPF e IRPJ

Ano novo, carnaval e páscoa - logo após um início eufórico rapidamente vêm as responsabilidades… Leia Mais

Alterações tributárias para o Imposto de Renda 2023

Com a chegada do final do ano, algumas possíveis mudanças que poderão ser feitas no… Leia Mais

Isenção de IR para investidor estrangeiro pode ser aprovada este ano

Governo quer isentar o pagamento do Imposto de Renda de investidor estrangeiro que comprar Títulos… Leia Mais